Dia do Agricultor: Profissão fundamental para o desenvolvimento da população

 

Dia 28 de julho, comemoramos o Dia do Agricultor. E como não falar dessa profissão sem falar da importância que ela tem para o mundo inteiro? São os agricultores que preparam tudo para estar em nossa mesa, que cultivam e cuidam do alimento que colaboraram tanto para a saúde e alimentação da população.

De geração em geração

 

Sabemos que o papel do agricultor é fundamental para a vida de todos. Dentro da Faculdade UNIGUAÇU existem muitos que nasceram em famílias agricultoras, e que ainda cultivam a humildade, dedicação e sabedoria da profissão. Como é o caso da coordenadora de Engenharia Agronômica, Dra. Graciela Dalastra. “A agricultura é praticada na família desde dos meus avós, maternos e paternos, que cultivavam no Rio Grande do Sul e posteriormente migraram para o Paraná, onde continuaram a produzir”.

 

A família de Dra. Graciela sempre foi produtora de leite e grãos, depois expandiram a produção para avicultura de corte e transporte de aves.

 A coordenadora e seus irmãos nasceram e cresceram nesse meio, que de tão especial, faz parte da escolha das profissões de cada um. “Poder ter sido criada nesse ambiente é extremamente inspirador, pois todos os dias surge um novo desafio/problema, ao qual é preciso ter inteligência, paciência, resiliência, atitude, dedicação e amor para resolver da melhor forma, e se manter

Agricultura e conhecimento

 

Além de toda a produção, a agricultura está disponível para a colaboração em conhecimento, pois é rica em materiais a serem estudados e aprofundados. Eliseu Farin, é pai da aluna de Medicina Veterinária, Carolina, e iniciaram com uma pequena criação de suínos e gados. Hoje em dia, o foco da propriedade é a produção de leite.

 

“O trabalho é diário, faça chuva ou faça sol, em família vamos realizando as tarefas, também buscando conhecimento para melhor rendimento da produção”, diz Eliseu, que conta com a ajuda da família no trabalho e ainda disponibilizou a produção para ser feito um trabalho de iniciação científica da filha na Faculdade UNIGUAÇU.

A agricultura, além de ser história, cria outras. Na família de Eliseu, é ela que dá a oportunidade do futuro das filhas. “É dessa forma, trabalhando em equipe que conseguimos manter a propriedade e proporcionar o estudo das filhas”, diz o agricultor.

A agricultura, além de ser história, cria outras. Na família de Eliseu, é ela que dá a oportunidade do futuro das filhas. “É dessa forma, trabalhando em equipe que conseguimos manter a propriedade e proporcionar o estudo das filhas”, diz o agricultor.

Jovens do campo

 

O aluno de engenharia agronômica, Athaíde Arnauts, também faz parte da profissão. A família de Athaíde trabalha junta no plantio de soja, milho e trigo. Para ele, é muito importante crescer nesse meio. “Agricultura familiar tem um papel muito importante na formação dos jovens do campo, pois aprendemos desde pequenos a lutar contra as irregularidades do clima de doenças na lavoura e das incertezas de preços no comércio”, fala Athaíde.

Ele também acredita no papel da agricultura e na responsabilidade que ela exige. “A vida na agricultura é cercada de diversos desafios desde o preparo do solo até a colheita. A cada dia enfrentamos novos desafios e novas responsabilidades para produzir com maiores lucros e maior sustentabilidade buscando sempre proteger o nosso solo e o meio ambiente”, comenta.

Ele também acredita no papel da agricultura e na responsabilidade que ela exige. “A vida na agricultura é cercada de diversos desafios desde o preparo do solo até a colheita. A cada dia enfrentamos novos desafios e novas responsabilidades para produzir com maiores lucros e maior sustentabilidade buscando sempre proteger o nosso solo e o meio ambiente”, comenta.

Existem ainda muitas famílias presentes na Faculdade UNIGUAÇU que trabalham com a agricultura, que é algo admirável. Hoje parabenizamos a todos os agricultores, que dedicam seu tempo e trabalho pelo bem da vida de todos.