Doenças que podem acometer os pets no inverno Doenças que podem acometer os pets no inverno

A estação mais fria do ano chegou: Médica veterinária do Hospital Veterinário UNIGUAÇU orienta sobre doenças que podem acometer os pets no inverno

Postado em 28/06/2024 às 11h:24

É oficial, a estação mais fria do ano chegou. E a pergunta que não quer calar é: Será que você está preparado para cuidar bem do seu pet no inverno?

Assim como os seres humanos, cães e gatos podem ser sensíveis ao frio. Essa sensibilidade pode variar dependendo da espécie, idade, condição de saúde e histórico médico do animal. Para saber mais sobre o assunto, convidamos a médica veterinária que atende no Hospital Veterinário UNIGUAÇU, e especialista em Clínica Médica de Pequenos Animais, Me. Gisele Seberino.

Mas afinal, quais doenças podem acometer cães e gatos no inverno?

Nesta estação as doenças que podem acometer os pets são as que afetam o trato respiratório, então, as mais comuns para os cães são: pneumonia, bronquite, tosse dos canis, traqueobronquite, traqueíte. Para os gatos a rinotraqueíte, geralmente as doenças virais que afetam o trato respiratório. O que pode acontecer também, é uma doença que o animal já tem e ele apresentar uma piora no quadro por conta do frio. Como por exemplo: as osteopatias como artrose, artrites, doença do disco intervertebral, entre outras. Por conta do frio, eles podem ter crises de dor e piorar o quadro clínico, além de pacientes que já possuem alterações cardíacas, podem ter crises respiratórias mais graves.

Quais sinais clínicos os animais podem apresentar? 

O sinal mais comum em todas essas doenças, são: tosse, espirros, secreção nasal, o animal fica mais inapetente e mais prostrado. 

Quais vacinas devem ser realizadas para evitar essas doenças? 

Para os cães, a vacina que pode ser realizada para evitar quadros respiratórios graves no inverno seria a vacina da gripe. Já para os felinos seria a vacina polivalente, como a V4 ou a V5 que protege os felinos contra alguns vírus que provocam a rinotraqueíte. 

Como podemos prevenir? 

A melhor prevenção dessas afecções respiratórias sempre é a vacinação, pois também ajuda na prevenção de outras doenças graves. Já no geral,  o que devemos fazer é sempre manter o animal bem alimentado, em um local abrigado e não dar muitos banhos no inverno para que ele não fique molhado e não passe frio.  

Qual o cuidado com os animais idosos, referente às doenças articulares no inverno? Eles podem sentir mais dor devido a temperatura?

Os animais idosos naturalmente têm problemas com artrose nas articulações e tendem a ficar mais quietinhos e ter crises de dor. Então o ideal é mantê-los quentinhos e abrigados. Podemos auxiliar fazendo bolsinha de água quente na coluna deles, para deixá-los mais relaxados, não deixar a questão do movimento para que eles não fiquem muito parados e fazer ele caminhar. Ter um exercício moderado e controlado e manter eles sempre em um local quentinho. 

Podemos dar banho no animal normalmente no inverno? Quais devem ser os cuidados? 

O ideal é que o banho não seja dado toda semana no inverno, como as pessoas tem costume de fazer no verão, o melhor é que ele tome menos banho pra que ele não passe por esse estresse térmico, essas oscilações de temperatura e não corra o risco de ele ter alguma alteração ao banho na orelhinha, manter a orelha sempre bem seca e protege-la em relação a água e sempre que for dar banho no animal, secar ele bem com o secador para que ele não tenha esse choque térmico e passe muito frio, por estar molhado.

A vacina da gripe é ideal em quais casos? 

A vacina da gripe é recomendada para animais que têm contato com outros cães, como os animais que vão para creche, parques, animais que têm acesso a rua que passeiam. Para os cães que têm contato com o  externo, a gente recomenda sempre fazer a vacina da gripe, nos cães que não tem contato, com outros animais, diferentes do que ele está acostumado a ter esse contato, a gente não recomenda realizar a vacina, mas para cada caso é um caso, a vacina não é recomendada para todos, mas é uma proteção para os animais que têm contato com outros. 

Confira algumas dicas de cuidados com os pets

As dicas para esses animais, é manter eles em um local seco e abrigado, com cobertinha, dando todo o conforto pra eles. Roupinhas, caminhas, passeios em horário mais quente do dia e lembrar que o banho é só se for extremamente necessário. 

É fundamental que o tutor esteja atento e caso o animal apresentar algum comportamento diferente, o ideal é buscar a orientação de um médico veterinário, uma vez que o diagnóstico precoce e o tratamento adequado são imprescindíveis para preservar a saúde dos animais. 

Caso seu cão ou gato precise de atendimento ou colocar o protocolo de vacinação em dia, basta entrar em contato: (45) 3565-3037. Estamos no Campus da Faculdade UNIGUAÇU com atendimento 24 horas na cidade de São Miguel do Iguaçu, na Rua Valentim Celeste Palavro, N° 985.

Compartilhe:

Veja também

Garanta sua vaga no Vestibular d...

Você deseja dar início a uma graduação, mas não sabe por onde começar?! Então se liga no Vestibular de Inverno Agendado da Faculdade UNIGUAÇU

Já estamos com saudades: Confira...

Como costumamos dizer aqui, já faz parte da nossa identidade participar de eventos, e mostrar o jeito Faculdade UNIGUAÇU de ser.

Mês de agosto encerra com chave ...

A Faculdade UNIGUAÇU acredita que a vida de cada colaborador também pode ser transformada, por isso agradece o empenho e dedicação e parabeniza todos...